Fake News: A importância de identificar

Fake News: A importância de identificar

Compartilhe este conteúdo:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Com a expansão dos meios de comunicação, as notícias transcorrem de forma dinâmica, pois estão aliadas à falta de tempo do leitor e o amplo espaço das redes sociais. É fato que o poder da comunicação gera impactados, sobretudo, nas decisões políticas e na economia do Brasil e do mundo. Com isso, novos meios têm contribuído para a expansão de informações falsas, que tem tomado grandes proporções em nosso cotidiano.
A disseminação dessas notícias falsas é feita pelas redes sociais, por anúncios pagos, pessoas, bots e perfis falsos de personalidades. Agindo em grande escala, o intuito desse “mercado” é persuadir o leitor, utilizando a variedade de ferramentas que dispõe a internet, além dos recursos retóricos discursivos. É fato que espalhar notícias falsas sempre foi uma prática recorrente. Entretanto, o termo fake News ganhou popularidade nos dias de hoje, à medida em que a superprodução dessas informações foi sendo difundida em meio aos canais de comunicação.
Com o aumento da polarização política e da popularidade das mídias sociais, principalmente o facebook e o twitter, o impacto gerado na percepção do leitor tem se tornado uma ameaça para as esferas políticas sociais. A questão é: como não cair nas chamadas dos Fake News? A Nautilos separou 3 dicas importantes para não se enganar em transmissões que parecem confiáveis.

Não confie apenas no título da chamada:

Ler apenas o título e o subtítulo da chamada pode gerar um grave erro de interpretação. Muitas vezes, na ânsia de compartilhar a informação com chamadas bombásticas, acabamos não discorrendo sobre o assunto contido na página. Mesmo o meio sendo verídico e de confiança, nunca aposte as suas fichas no título. Leia o conteúdo, pois também é uma forma de identificar Fake News, caso a página seja semelhante aos grandes portais jornalísticos, como o G1. Geralmente, ao ler o texto, é possível também verificar erros ortográficos e de formatação, o que comprova a falta de seriedade do canal.

Faça uma rápida pesquisa no Google:

Se o título chama a atenção, verifique no google se há outros meios compartilhando informações semelhantes. Notícias importantes tem uma rápida diluição na internet. Verifique quantos e quais são os sites que publicaram a mesma nota e compare os resultados obtidos. Se apenas este canal está compartilhando essa notícia, é importante desconfiar.

Verifique em sites de checagem:

Atualmente, felizmente, novos canais têm surgido com o intuito de desmascarar notícias falsas. É o caso dos portais E-farsas/ e Boatos.org. Há também outros meios de cunhos políticos e sociais, que fiscalizam discursos utilizados de candidatos que tem por intuito a obtenção de benefícios no período eleitoral. Você pode encontrar essas informações “desmanipuladas” em Publica, Lupa e Politize. Use e abuse desses recursos!

Agora que você já sabe como evitar e como identificar Fake News, fique atento e não compartilhe! O modo como você utiliza os canais de comunicação faz toda a diferença. Gostou das dicas? Confira mais em nosso canal Nautilos!

Se inscreva na nossa Newsletter

Fique por dentro de assuntos relacionados a Marca, Comunicação e Vendas

Navegue por outros temas e saiba mais

Veja agora outros posts que podem lhe interessar

Como escolher um produto para e-commerce
E-commerce

Como escolher um produto para vender online

Para muitos que estão planejando iniciar um negócio online e mais especificamente um e-commerce, o aspecto mais difícil de começar é por decidir quais produtos

Quer impulsionar a sua marca?

Fale Conosco