O mercado de trabalho para as novas gerações

O mercado de trabalho para as novas gerações

Compartilhe este conteúdo:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

O mercado de trabalho não evolui tão rápido como os novos profissionais que chegam ao mercado como nativos digitais.
Muitos já se falou sobre essas gerações X, Y, Z, não importa. O que nos preocupa é em relação a essas gerações que cada uma tem um nova característica, uma maneira de ser própria, e com comportamento diferente no ambiente de trabalho é que existem empresas com 20, 30, 40, 50 anos e que tem um ambiente tradicional, são conservadores na sua relação com seus funcionários. E essas empresa precisam lidar com esse novo profissional.
E esses profissionais são nativos digitais, educados já sob a demanda da tecnologia, são muitas vezes multi-tarefas, e que às vezes nem assistem mais TV, que é uma mídia de massa.
E como essas empresas vão lidar com essa situação? É uma pergunta difícil de responder, muitas empresas ainda estão buscando como resolver essa questão, através de novas gestões, de valorização do capital humano, com valorização interna do funcionário, e treinamentos e capacitação de seu grupo de colaboradores.
Se você é um profissional que está chegando agora ao mercado de trabalho e vai trabalhar numa empresa que para você é antiga, conservadora você vai precisar de paciência, pois nessas empresas elas não conseguem mudar e se adequar a essa nova realidade tão rápido, no mesmo ritmo que você assimila novas tecnologias.
Por isso esse esforço deve ser de ambos lados, tanto do profissional que chega ao mercado de trabalho quanto do empregador que receber esses jovens profissionais.
Nem toda empresa é Google, por isso prepare-se também para esse mercado de trabalho mais conservador!

Se inscreva na nossa Newsletter

Fique por dentro de assuntos relacionados a Marca, Comunicação e Vendas

Navegue por outros temas e saiba mais

Veja agora outros posts que podem lhe interessar

Texto base para constituição de um E-book | Nautilos Posicionamento Digital
Comunicação e Marketing

Como criar um E-book

Objetivo – ter um material de envio para download O Nautilos orienta que o e-book tenha entre 8 e 20 páginas já considerando capa e

Quer impulsionar a sua marca?

Fale Conosco