A importância do web designer para o marketing digital

A importância do web designer para o marketing digitalO marketing digital envolve ações no ambiente digital com o objetivo de atrair novos negócios, criar relacionamentos e desenvolver uma identidade de marca. É uma área muito ampla e por isso precisa ser composta por profissionais com perfis e habilidades diferentes. Neste post vamos destacar a importância do web designer para o marketing digital, e suas contribuições para o planejamento e execução de uma linguagem visual adequada ao objetivo que se quer alcançar.

A importância do web designer, conhecimentos e habilidades necessárias

Entre os profissionais que integram o time de marketing digital, o web designer tem a função de executar processos que envolvem o planejamento, a criação e as aplicações web e interfaces digitais em geral. É o responsável por desenvolver uma linguagem visual que seja atrativa e funcionalmente adequada, sempre considerando a identidade visual da empresa.

Além disso, o designer também faz o controle da conformidade, analisando todo o material produzido para garantir que sigam as normas, como a paleta de cores ou o posicionamento da logomarca na página.

É importante que o profissional tenha conhecimento, criatividade, e percepção rápida, mas também busque referências, pesquise tendências e esteja aberto ao novo.

O designer não deve se limitar às ferramentas necessárias para seu trabalho, deve também entender o cliente ou produto. É fundamental saber para quem se destina, qual público deverá ser atraído pelo seu anúncio, ter percepção, sensibilidade e assim criar conceitos visualmente atrativos, levando o cliente a ação esperada para aquele anúncio, ou seja a “call to action”.

De acordo com pesquisa realizada pela Forrester CSO Insights 2012, 90% das informações transmitidas para o cérebro são visuais, o que leva o cérebro a processar o conteúdo visual 60.000 X mais rápido do que apenas texto. Desta forma percebemos que estratégias de marketing que gere resultados deve unir elementos gráficos e textuais que sintetizem o conteúdo e transmitam a informação de forma atraente ao público, levando o cérebro a reter melhor a informação.

É importante observar alguns pontos

Aqui na Nautilos Marketing Digital contamos com a colaboração do artista Daniel de Carvalho no departamento de criação. O Dan é formado em Artes Visuais e trabalha com design gráfico há mais de 14 anos. Expert em cor, ilustração, edição de fotos e responsável pela produção e avaliação de todo o conteúdo imagético que disparamos na web. Em seguida, selecionamos alguns tópicos para seus comentários.

Quais os principais objetivos do designer dentro da produção de marketing digital?
Dominar ao menos 3 tipos de linguagens imagéticas (vídeo, ilustração, colagem por exemplo), produzir imagens/layouts/grids que tenham um peso sensorial no público, sempre com objetivo de levar o cliente a ação esperada para o anúncio (call to action). Com o avanço das mídias web, é fundamental estar sempre ciente dos formatos de mídias sociais post/anúncio/layout, mas além disso, resolver o problema do cliente em tempo hábil e com praticidade. Tendo isso em vista, eu destacaria que o principal objetivo do profissional da imagem para o Marketing Digital é a construção de conteúdo com alta pregnância e legibilidade.

Qual a diferença entre projetos pensados por uma equipe com, e sem um designer? Vai além de uma questão estética?
A estética é um ponto importantíssimo para o desenvolvimento de qualquer produto, pois além do valor sensitivo, ela também afeta diretamente no valor monetário de algo. Uma vez que, uma maioria dos receptores considera algo “bom”, “útil” ou “belo”, o mesmo ganha além do valor sensitivo um valor econômico (agregados) e é aqui que começa a importância de um profissional da imagem em uma equipe de publicidade/marketing/editorial/entre outros.
Um projeto desenvolvido por uma equipe sem um designer capacitado demanda mais tempo e possui uma margem assertiva menor. É muito comum ainda, equipes desprovidas deste profissional, contratarem de forma terceirizada, um designer que faça a revisão das peças/campanhas produzidas (o que não é recomendado), a fim de encontrar erros ou possíveis ajustes.
Uma equipe completa, deve contar com um Designer encarregado de desenvolver toda a parte visual do projeto, respeitando as normas da marca do cliente e produzindo um conteúdo de qualidade em tempo hábil. Além disso, a presença de um designer qualificado dentro da equipe, possibilita extrapolar os limites da equipe, pois muitas vezes, cria-se a possibilidade de se trabalhar com outras mídias que não só a imagem.

Como você classificaria a importância das imagens no âmbito digital para uma empresa?
A imagem hoje é o primeiro contato que temos com o produto, pessoa, empresa e qualquer outra mídia ou conteúdo. A visão é o sentido mais estimulado no mundo contemporâneo, basta observar o universo a nossa volta, as cores, o comportamento do texto dentro de um espaço, os aplicativos do celular, a diversidade de tipografias que conseguimos encontrar sem trocar de ambiente, tudo descreve um comportamento imagético (podendo ser agradável ou não ao observador).
Existem no mercado diversas formas de agregar outros sentidos a um produto, como odor, textura/tato e som, entretanto todos vem acompanhados de um visual, o que intensifica o fato de que é inevitável o uso de imagens para veicular um produto, conteúdo, informação.
Pontuando, uma empresa de médio, pequeno ou grande porte que não possui um bom banco de imagens autoral acerca de seus produtos, estará sempre refém de bancos de imagens gratuitos ou pagos, produzindo apenas um conteúdo ilustrativo limitado daquilo que a empresa representa ou vende.
Hoje, existe um limiar muito complexo quando falamos da produção de imagens para web. Novos empreendedores, (especialmente os menores) não possuem uma visão ou conhecimento quanto a importância de imagens autorais, além disso, a desinformação favorece, e muito, no pensamento de que “se está na internet é gratuito”. Pois bem, é bastante comum encontrar um conteúdo que use imagens sem direitos autorais aplicados, ou fontes e famílias tipográficas pagas (de forma pirateada). A curto prazo as chances de isso se tornar um problema é praticamente nula, entretanto, se a empresa começa a crescer ou ter uma visibilidade além do planejado, seu conteúdo ganha uma maior acessibilidade, e é provável que o tutor dos direitos das imagens, tipografias, etc. tome conhecimento deste uso indevido, o que pode sim, culminar em uma grande dor de cabeça. Parece um cenário paranoico e pouco corriqueiro, mas é real, o Google recentemente tem complicado o download e uso de imagens através da ferramenta de busca, justamente para dificultar que isso aconteça.
Se você é um novo empreendedor com um capital apertado para financiar seu próprio banco de imagens ou, caso você seja um aspirante a web designer ou designer de conteúdo, existem excelentes bancos de imagens gratuitos pela internet, mas lembre-se: leia todas as condições de uso das imagens e use com parcimônia para não saturar seu conteúdo, e sempre que possível, oriente seu cliente a produzir imagens autorais.

Qual é o equilíbrio e limite que deve existir entre a opinião pessoal do cliente e a opinião profissional do designer? Como isso pode afetar os resultados?
O dito popular “o cliente tem sempre razão”, é uma forma “honesta” de diminuir o peso da culpa quando uma campanha não dá um retorno tão satisfatório.
Muitas pessoas vão descrever a relação cliente/produção, como sendo uma briga de gladiadores, o que infelizmente é uma realidade em algumas situações. O que pode mudar esse cenário é uma comunicação clara e direta entre as partes, é necessária uma sintonia para que as coisas fluam da maneira apropriada.
Quando contratamos um profissional de qualquer área que seja, precisamos ter em mente que firmamos um contrato em que um confia no outro, caso contrário existe um problema. Com o briefing elaborado, o cliente deve apenas esperar pelas peças de aprovação, caso existam alterações elas devem ser pontuadas depois, com as peças de aprovação em mãos e não durante o processo de produção. Existem sim exceções em que o cliente se vê no direito ou é um processo colaborativo, e, sendo assim cliente e designer trabalham em conjunto, nestes casos isso é acordado no começo do trabalho.

Como vimos neste post “A importância do web designer para o marketing digital”, o conteúdo precisa ser veiculado a fim de sensibilizar o consumidor fazendo com que exista a necessidade do clique. É necessário então, colocar em prática conhecimentos que vão de edição de imagem à diagramação de textos e layout, daí a necessidade de se trabalhar com um profissional qualificado. Afinal, aspectos visuais possuem o primeiro e mais forte impacto sobre a construção e o reconhecimento da marca.
Sabendo que as pessoas se identificam visualmente com produtos, mais do que passar uma informação, é preciso destacá-la, torná-la atraente para influenciar positivamente na hora da decisão de compra. Torna-se então, cada vez mais importante contar com um profissional de web designer capacitado e com sensibilidade para planejar e executar trabalhos que envolvam toda a linguagem visual de campanhas on line.