A otimização em 5 pontos básicos e essenciais para o e-commerce

A otimização em 5 pontos básicos e essenciais para o e-commerce

Certifique-se de que seu site esteja em conformidade com 5 pontos de otimização.

O Google dá preferência a sites seguros (use https no URL). Se você ainda não fez isso, mude para o protocolo https e garanta que o redirecionamento esteja feito na forma correta (301- redirecione a versão http para a versão https). Se for necessário solicite o serviço da empresa que hospeda seu site.

Compatível com dispositivos móveis. Nos últimos meses a navegação e compra por celulares ou portáteis cresceu muito em todo território nacional. O Google já está preferindo sites que priorizam o mobile, isto é os chamados Mobile First. Se você tem um site responsivo, é bom mas se seus concorrentes lançarem sites mobile first você perderá posição para eles. Se o seu site não é compatível com dispositivos móveis, você não está no jogo.

Já faz algum tempo que a velocidade do site é parte importante de classificação. Verifique seu tempo de carregamento e certifique-se que a pontuação está entre  80/100 . Atenção para a diferença entre as velocidade de desktop e celular.

Conteúdo exclusivo . O Google não é fã de conteúdo duplicado e tê-lo em seu site certamente vai impactar negativamente seu posicionamento. Eu sei como pode ser complicado organizar as delicadas variações de produtos. Ter o mesmo produto disponível em várias categorias ou produtos com pequenos de detalhes que o diferenciam, além de outros fatores que podem levar ao conteúdo duplicado em sites de comércio eletrônico.

Dica: Certifique-se de usar tags canônicas. Páginas que possuem de conteúdos duplicados, ou com poucas diferenças devem ter este recurso para orientar o mecanismos de busca qual página ele deve indicar.

Vamos um pouco além dos 5 pontos

Otimização da categoria e da página do produto. Mapeie suas palavras-chave para suas páginas de categorias e produtos. Atenha-se a uma palavra-chave principal por página. Em seguida, adicione escreva a palavras-chave em pontos estratégicos. Os principais são:

URL : o URL ideal deve ser curto, fácil de ler e livre de letras, números e caracteres desnecessários.

Tag de título : A tag de título é o que aparece na guia da página na parte superior do navegador. Tente incluir sua palavra-chave o mais próximo possível do início e não passe de 70 caracteres.

Tag H1 : A tag H1 é geralmente o título da página. Se fizer sentido, use a palavra-chave aqui também.

(ALT) Texto alternativo da imagem : o texto alternativo é usado para descrever o que é uma imagem – útil para deficientes visuais e para os spiders dos mecanismos de pesquisa. Inclua sua palavra-chave aqui também, mas de forma que faça sentido com a imagem.

Meta description : É o que os mecanismos de pesquisa costumam usar para o resumo mostrado abaixo do título quando da resposta da pesquisa. Ele não influencia as classificações, mas os pesquisadores gostam de ver a consulta repetida aqui, e uma descrição bem escrita pode levar a conversão.

Corpo da página de produto : A densidade da palavra chave segue uma regra geral;  usar a palavra-chave 2-3 vezes por 200-300 palavras. Isto é uma descrição de 300 palavras deve conter no máximo 3 vezes a palavra-chave.. É muito importante NÃO extrapolar essas quantidade sob pena de ser classificada como SPAN. O texto deve ser honesto e principalmente ser escrito como o objetivo de esclarecer e vender seu produto para o visitante. Não escreva um texto para o buscador. Fui claro?

Cobrimos pontos essenciais para que você tenha garantido otimização das páginas de sua loja virtual. Veja, caso você descubra que sua loja virtual tem muitas páginas mal configuradas, não entre em desespero, calma. Escolha a categoria de produtos mais importante e comece por ela. Vá com calma, planeje uma agenda que garanta que em determinado prazo terá acertado toda a loja.

Abraços e até a próxima!