Loja Virtual – O segredo do sucesso!

Loja Virtual - O segredo do sucesso!

Lojas virtuais como evino.com.br, amaro.com e outras referências ao comércio eletrônico não teriam alcançado o sucesso simplesmente vendendo produtos a preços competitivos. A “receita” para criar uma loja on-line com profissionalismo inclui muitos outros aspectos: o tempo de carregamento mínimo, a usabilidade do design, responsividade e processos de compra através do carrinho otimizados são fundamentais.

Se você tem ou está pensando em criar um e-commerce, fique certo de que o mercado está em absoluta expansão. Só as vendas do natal de 2018 tiveram um crescimento de 13,5% em relação ao Natal de 2017, segundo o site E-commerce News. Foram quase 10 bilhões de reais. Uau!

Veja se seu segmento está entre os mais pedidos do Brasil:

  • eletrodomésticos (14,4%)
  • perfumaria e cosméticos (10,4%)
  • moda e acessórios (10,1%)
  • casa e decoração (9,8%)
  • telefonia e celulares (7,6%)
  • livros (7,4%)
  • saúde (6,3%)
  • informática (5,1%)
  • esporte e lazer (5,1%)
  • eletrônicos (3,8%)

Não vou esconder de você, porque é bom que fique claro que o negócio e-commerce, ou “abrir uma loja virtual”, é como o canto da sereia: muitos aceitam o convite, mas poucos se preparam para enfrentar os desafios. O resultado é que ainda hoje mais de 60% das lojas abertas simplesmente são abandonadas ainda no primeiro ano. Segundo estimativas, existem entre 12 e 24 milhões de lojas online no mundo, no Brasil estima-se que são mais de 600 mil lojas virtuais e ainda assim apenas uma pequena porcentagem sobreviverá. Se você quer estar entre os sobreviventes é importante que tenha compromisso com o seu negócio e principalmente com seu cliente.

Para te ajudar nesse desafio, preparei uma breve seleção de práticas recomendadas para ter sucesso com sua loja virtual. Estas dicas atendem a todo tipo de loja virtual, independentemente do segmento, produto ou público alvo.

Plataforma de Vendas para E-commerce

Sabemos que mais de 30% dos sites publicados no mundo são desenvolvidos em WordPress. E sim, é possível transformar o WordPress em uma loja virtual sem grandes dificuldades com a ajuda do WooCommerce, por exemplo. Embora seja um plugin gratuito, é aconselhável fazer um investimento e contratar um profissional especializado em WooCommerce, para evitar aborrecimentos futuros e também para navegar com segurança entre os milhares de plugins adicionais disponíveis para  a plataforma.

Por outro lado nós do Nautilos recomendamos e preferimos plataformas especializadas em e-commerce. Hoje temos um ótimo relacionamento com duas empresas relevantes, a JN2 que é certificada em Magento, e a iSET que tem uma plataforma própria poderosa. Ambas são plataformas profissionais que valorizam o bom atendimento e suporte a seus clientes, o que é essencial para o sucesso da implantação. Com elas você não estará só.

Implementação de SEO

Outra preocupação para criar uma loja virtual é seu posicionamento no Google. O posicionamento está diretamente ligado à arquitetura da sua loja, isto é, como ela foi construída. A implementação de tags H1, H2 e H3, atributos ALT para imagens, breadcrumbs, meta tags e o uso de URLs amigáveis ​​são apenas uma pequena parte (obrigatória) desse processo, essencial para alcançar o maior tráfego orgânico possível. A otimização deve se preocupar também, além da indexação e ranqueamento, com a capacidade de conversão. E não custa nada lembrar: verifique que sua loja virtual possua o Google Analytics instalado, e que o acompanhamento de e-commerce esteja devidamente configurado.

Reduza o tempo de abertura da loja ao mínimo possível

Acredite se quiser, tomei conhecimento que a Amazon.com chega a perder um bilhão e meio de dólares por ano por conta de atraso no carregamento de suas páginas de produto. Não é coincidência, que as melhores lojas virtuais do mercado atuam com carregamento relâmpago, que provoca impacto direto não apenas na experiência do usuário, mas também nas principais métricas, como a taxa de rejeição. A resolução das imagens mal definidas, HTML e CSS mal implementados e outros elementos podem sobrecarregar os tempos de carregamento e esgotar a paciência dos seus futuros compradores. Fique atento: no Black Friday de 2018 muitas boas lojas caíram e ficaram fora do ar, gerando prejuízos astronômicos.

Rede Sociais – Avaliação e Comentários são o “boca a boca” da Internet

Você sabia que mais de 60% dos consumidores conferem os comentários e as avaliações de outros compradores antes de decidir comprar o produto ou serviço em questão? Esta porcentagem explica o porquê de nós, especialistas em marketing digital, considerarmos a rede social como o novo boca a boca. Dê especial atenção aos comentários, eles são seu norte para novas oportunidades de negócio e para melhor atender seu cliente.

Descomplique a compra

Todos os anos, milhões de carrinhos de compras são abandonados e embora existam muitos fatores para explicar esse fenômeno (como métodos de pagamento aceitos), na maioria dos casos motivo é um processo excessivamente longo. Depois de decidir comprar um produto, quantos cliques e informações os seus clientes devem dar para concluir a compra? Resposta: quanto menos, melhor. Sem dúvida, reduzir com qualidade a operação de pagamento é um dos segredos do sucesso para sua loja virtual.

Mobile – Um diferencial ainda negligenciado pelos lojistas virtuais

Nossas estatísticas mostram que mais de 60% do tráfego das nossas lojas virtuais se iniciam pelo celular, o que mostra que notebooks e PCs não são mais os dispositivos mais usados ​​para iniciar a navegação. Essa realidade levou o Google a classificar o mesmo site de maneira diferente, de acordo com o comportamento dele ao ser acessado de um celular. Fique atento e sempre que possível confira a navegação no celular e especialmente seu tempo de abertura e legibilidade.

O que acontece quando a loja virtual não possui um design responsivo? Mais da metade de seus visitantes e clientes em potencial visualizam conteúdo de forma desagradável trazendo uma experiência ruim, insatisfatória e aumentando as chances de que sua visita saia do site gerando a taxa de rejeição que já mencionei.

Garanta a sua segurança e de seus clientes

Vamos começar pelo óbvio, a segurança é para ambas as parte, isto é, sua e para o seu cliente. É claro que recursos como SSL e outros trarão credibilidade a sua loja virtual. E além destes existem outros cuidados, já que sites de e-commerce sem segurança não são aceitos para campanhas no Google Ads, principalmente para as campanhas de Shopping.

Bem, é isso. Não foram muitas dicas, mas foram dicas básicas e práticas que farão toda a diferença para o sucesso da sua loja virtual. Se ficou com alguma dúvida, ou tem alguma sugestão, comenta aqui em baixo e vamos continuar nosso bate papo.

Abraços e até a próxima!