Por que estamos aqui? | Newsletter é conteúdo

Newsletter é conteúdo

Compartilhe este conteúdo:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Hoje quero propor uma conversa com você sobre o porquê do e-mail estar entre as opções para se manter informado. Sejam informações para aprendizado em geral, para atualização profissional, para acompanhar as tendências de comportamento ou mesmo para distrair a mente. Antes vou explorar um pouco como chegamos até este momento em que o e-mail volta a ganhar relevância. 

Internet: praça pública

Gosto de acompanhar o que está acontecendo no mundo, gosto de me manter informada, já fui do tipo que acordava ouvindo o rádio e já acreditei que era possível ser uma pessoa antenada estando presente em quase todas as redes sociais. Não consegui e tentar cansa. A melhor coisa a fazer é buscar o “detox de informação”. Há alguns anos li o livro Dieta da Informação de Clay Johnson que aborda o excesso de informação na internet e que esta não passa de uma praça pública com muita gente, muitas ações comerciais, muita poluição visual. Sem  que a gente perceba estamos com estresse e esgotamento mental. 

Esse mesma internet nos faz pensar que para acompanhar as novidades ou estar antenada precisamos estar em todas as ferramentas digitais, as redes sociais. Já estivemos no myspace, no Last.fm, no Orkut, no ICQ e tantas outras que agora nem lembro mais o nome. Estamos no instagram, no spotify,  não sabemos se estaremos no facebook daqui há 1 ou 2  anos, e muitos, como eu, ainda estamos no Twitter, no meu caso  há mais de 10 anos. Estamos em 1, 2, 3 redes sociais, mudamos de redes sociais até aparecer a nova ferramenta que estará todo mundo. 

Quem abre e-mail? 

O e-mail está vivo e muito bem obrigado. No texto acima cito que a internet é praça pública e diversos ambientes digitais por quais já passamos. E repare nos movimentos entre os ambientes digitais, alguns crescem vertiginosamente, enquanto outros desaparecem. E em paralelo a isso, sem chamar muita atenção o formato e-mail continua. Sempre tivemos uma caixa de entrada, um e-mail e há alguns anos vem retornando com sua importância.  

É claro que a dinâmica da forma de usar o e-mail mudou desde o crescimento das redes sociais, mas ainda sim o e-mail é sobre  informação. É para quem trabalha numa empresa, é onde registramos e formalizamos contratos, acordos, solicitações de serviços. 

Pontos que estão fazendo a newsletter voltar a ser interessante:

Autenticidade

Depois de anos vendo tanta gente produzindo conteúdo começamos a pensar sobre sua autenticidade. Você também tem essa sensação? De estar lendo e relendo o mesmo conteúdo em diversas plataformas e/ou perfis. Percebemos também algumas modos de operação iguais, as famosas fórmulas que deram certo para muita gente, e tudo bem copiar a fórmula que deu certo. Como consumidora de conteúdo não é o que quero – o mais do mesmo. Ao buscar por conteúdo quero visões novas, análises que me fazem pensar e repensar, quero descobrir novos direcionamentos. 

Excesso de opções

Tem muito conteúdo na internet. São muitos textos em blogs, e-books, vídeos, posts nas redes sociais promovendo o mesmo ponto de uma área do conhecimento. Tem muito conteúdo, tá demais para todo mundo. Experimenta fazer uma busca no Google pelo termo marketing digital. É tanto opção que ficamos com saudade de quando eram poucas opções para escolher, era bem mais fácil, não era? Hoje em dia qualquer coisa que você precisa comprar tem N vantagens e tantas outras desvantagens que nem sabemos como avaliar. É nessas horas que temos a melhor noção que uma curadoria nos ajuda, como são bons aqueles textos/vídeos que nos explicam as diferenças entre os produtos de marcas diferentes. 

 

Excesso de interrupção

Além de “encontrar” muito conteúdo sobre o assunto pesquisado, não conseguimos manter a atenção pois logo aparece um anúncio no vídeo, ou a página faz um “autorefresh” ou as interrupções que nós mesmo causamos abrindo diversas abas, de olho nas notificações do WhatsApp –  concentração na internet é complicado mesmo, entro no instagram para buscar um assunto e acabo assistindo todas as lives da Rita Lobo. 

 

Então, temos excesso de conteúdo e interrupção, sabemos que temos um estresse por excesso de informação e que desconectar é preciso.  E o que fazer com isso? Proponho uma curadoria, isto é,  busca e seleção de conteúdo autêntico e relevante para sua informação.  

Newsletter é conteúdo

Newsletter é conteúdo e curadoria de conteúdo, não é repositório de call-action, isso é e-mail marketing (e tá tudo bem, funciona).  O e-mail para mim, seja ele marketing ou newsletter, é uma ferramenta de informação e arquivo de pesquisa. Muitas vezes não leio as mensagens que recebo, mas também não me descadastro da lista, aquela informação pode ser útil em outro momento. Algumas empresas, serviços, produtos quero que estejam ali para lembrar de sua existência no momento certo. 

Tá todo mundo fazendo igual, falando das mesmas coisa. Se é assim, preciso seguir todo mundo nas redes sociais, todas as empresas de marketing digital, de viagens, de curso, de carro? É comum ver pessoas seguirem centenas de perfis nas redes sociais com o objetivo de ter acesso a algum conhecimento. Na verdade considero isso bem falho, eu mesma, não consigo aprender algo lendo post no instagram ou thread (segue o fio) no twitter.  No meu caso esse excesso de informação superficial apenas me cansa.  

Mais que acessar todo e qualquer conteúdo, é preciso fazer um filtro desse conteúdo e por isso a curadoria de conteúdo está tão em alta. E a ferramenta para isso é o e-mail no formato de newsletter. 

Estamos aqui para refletir sobre o mundo digital e sua relação com os negócios buscando trocar com você experiência e conhecimento por meio desta newsletter. 

 

 

Newsletters para você assinar:
  • The shift: identifica, apresenta, traduz e contextualiza a ruptura em cenários que façam sentido para indivíduos e corporações de todas as atividades e segmentos econômicos.
  • Think with Google: veja insights e tendências de mercado.
  • Startap real: “mandar a real” sobre relações de trabalho desonestas, ilusões, falsas promessas e demais vícios do mundo do empreendedorismo.
  • Manual do Usuário:  curiosidades, notícias e dicas de tecnologia.
  • The Huste: negócios e tecnologia.
  • The Brief: Informação, análise, opinião (e humor) sobre o mundo de tecnologia e negócios.
  • Chicas & Dicas: Newsletter com boas dicas, boas conversas e textos para acompanhar o café
  • Bits to Brands: Tendências de tecnologia e comportamento para marcas.
  • Meio: Uma nova forma de se informar, jornalismo diário.
E tem muitas outras!

Se inscreva na nossa Newsletter

Fique por dentro de assuntos relacionados a Marca, Comunicação e Vendas

Veja agora outros posts que podem lhe interessar

Você está preparado para negócios digitais?
Branding

Você está preparado para negócios digitais?

Negócios digitais, você está preparado? Desde que começamos a escrever esta newsletter, eu e o Paulo, tivemos como objetivo traçar um paralelo entre negócios e

Como fazer o preço do meu curso online?
Gestão e Estratégia

Como fazer o preço do meu curso online?

Na semana passada um cliente me procurou para saber como formar o preço dos curso online que está planejando publicar em Setembro. Tivemos duas reuniões

Navegue por outros temas e saiba mais

Somos Parceiros Estratégicos de nossos Clientes

O que podemos fazer por você?

Anunciar no Google Ads

Auditoria e Consultoria e Planejamento.

Criação de sites

Tenha um site otimizado e personalizado com WordPress.

Curso Online E-commerce

E-commerce profissional em vídeo aulas.

Quer impulsionar a sua marca?

Fale Conosco